Vida portátil

É, camardas, tenho um laptop agora. Em tese isso significaria mais posts, graças a facilidade de escrever em tudo que é beco (não se esqueçam da parte teórica). Decidi então fazer um mini-review das diferenças mais marcantes entre o laptop e o desktop, coisa completamente inútil para passar o tempo.

Isto não tem mouse

Sim, isso pode parecer até meio óbvio (e é), mas é uma grande diferença. A ausência de mouse no início pode parecer insignificante, mas é algo colossal, principalmente se você for um gamer (como eu) ou necessitar simplesmente trabalhar com um Adobe Premiere (o que virou o meu caso neste momento), que são tarefas EXTREMAMENTE desconfortáveis neste “tapetinho” (expressão criada pelo Cardoso no MeioBit, se me lembro bem).

Mas sempre temos uma opção, os mouses e mini-mouses, não? Ehm… não. Exceto no caso de você amar andar com coisas colossais (mouses não são exatamente discretos, experiência própria) ou minúsculas demais (mini-mouses são assustadores. Baixa resolução em geral, frágeis, chamativos e… bem, sua mãe não cabe neles, você fica com o pulso contraído o tempo todo). Meu desktop foi o que mais sofreu nessa transição, acabou perdendo seu mouse e foi rebaixado a posto de PC secundário. Exceto pelo fato de…

Isto também não ter um teclado decente

Algo que aflige vários laptops em vários graus de intensidade, mas no meu foi mortal. Eu preciso apertar duas teclas para soltar um “?” ou “/”, o que é extremamente irritante (principalmente num terminal de Linux), além de ter teclas espremidas em um espaço inimiginavelmente pequeno e a mutilação do Numpad (que pode ser “usado” com o auxílio do Fn, uma tecla exclusiva). Well, ossos do ofício, talvez. Sempre também há a solução de roubar um teclado USB, o que infelizmente é impossível no meu caso (PS/2).

Isto tem bateria limitada, atração de sujeira e de cabos, placa de vídeo ruim e pouca capacidade de expansão

Sim, baterias de laptop tem duração desprezível, sujam-se com uma capacidade extraordinária (talvez seja característica de LCDs), necessitam de cabos de fonte, de mouse, de modem, de rede…, sem contar a performance gráfica onboard deplorável. Em compensação, essa belezinha tem o dobro de RAM que meu PC, processador dual core muito mais potente, Wi-Fi a, b e g, tela widescreen e HD decente (160GB, o que eleva meu total a 530GB).

Com isso termina o meu mini-review, também não tenho muito tempo restante, depois atualizo/faço novo post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: