Eu bebi duas vodkas ou duas vodki?

водка или водки?

Para todos que devem estar pensando que pirei (ou estou alcoolizado), este vai ser post proto-técnico chato sobre gramática línguas.

Algum tempo atrás no meio de uma dose extremamente boa de dietilamida de ácido lisérgico um momento de reflexão, comecei a aprender uma lugar estranha, o russo, a língua da terra das louras sem fim de pouca roupa, dos soviéticos vermelhos, do Putin. Lomonosov (Ломоносов), um grande acadêmico, cientista, escritor, polímata entre outros mais, disse uma vez:

“Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano-Germânico, aconselhava a falar: com Deus em espanhol, com os amigos em frânces, com os inimigos em alemão e com as damas em italiano. Mas se Carlos V conhecesse a língua russa, diria certamente, que em russo se pode falar com todos: com Deus, com os amigos, com os inimigos e com as damas, porque na língua russa há a majestade do espanhol, a vivacidade do francês, a força do alemão, a leveza do italiano e, além disso, a riqueza, a expressividade e a concisão do latim e do grego.”

(tradução feita por Olga Koldaeva com algumas alterações minhas)

Eu confesso que não é exatamente algo humilde, mas me sinto parcialmente obrigado a concordar. É uma lindo língua, entretanto BEM alienígena para um falante normal de português, incluindo as temidas “declinações” e outras coisas.

Antes de começar a comentar de maneira mais pesada, vamos fazer a introdução – Eu só falo decentemente português e inglês, com conhecimentos medianos de esperanto, que deram toda a minha experiência de declinação (que se resume a quase nula).

Similaridades e diferenças básicas

Sim, eu sei que aprender traduzindo e por comparação NÃO DÁ certo. De qualquer modo, vamos às semelhanças primeiro:

  • Várias palavras parecidas com inglês ou português (Maj é Maio, entre outras coisas);
  • Algumas letras com sons iguais ou parecidos (“o” continua sendo “o” (normalmente), “e” vira “ye”, “a” é “a”, etc).

Não consigo lembrar mais de semelhanças gritantes, então diferenças:

  • Letras parecidas com sons diferentes (quando você ler um “b”, deve falar um “v”). Isso causa uma confusão razoável no início, e depois confunde quando você tenta ler textos em português;
  • Mais radicais diferentes do português, mas nesse ponto esperanto ajuda bastante;
  • Aspectos verbais: Algo próximo do perfeito/imperfeito, um pouco mais complexo
  • Sistema de declinação: Existem seis tipos gerais de declinação: Acusativa, Instrumental, Genitiva, Dativa, Nominativa, Vocativa.

O que diabos é declinação?

Deve ser a pergunta que todos que não estudaram uma língua com a tão temida característica devem estar se perguntando (Seria o equivalente linguístico de cálculo?).

Declinação é a mudança de substantivos, adjetivos e pronomes para indicar alterações de gênero, função sintática, etc. Isto é, quando eu digo jogadora, na verdade estou declinando para o feminino a palavra jogador, mas normalmente na língua portuguesa chamamos de declinação apenas mudanças de caso gramatical.

O que diabos é caso gramatical? Transformou hebraico em aramaico!

Casos gramaticais é um nome bonito para a função sintática. No caso, em português nós usamos preposições normalmente para efetuar isso como em: “A casa é bonita/Gosto de minha casa”. Na primeira frase, casa é sujeito, enquanto na segunda atua como objeto indireto.

Já que russo tem raíses diferentes do português, exceto no princípio (ambas são indo-européias), várias coisas são diferentes, como no caso da declinação. Por exemplo, ao indicar mesa, eu escrevo stol (стол) e sobre a mesa (на столе). Notem que o e(е) surgiu, sendo que isso não ocorre em português. Basicamente é saber usar a preposição e lembrar de mudar a palavra!

Finalização

Como sei que eu nunca terminaria este texto, decidi encerrá-lo por aqui, estando a aberto a continuações se alguém desejar (o que duvido muito) ou se der na telha.

Sem promessas de próximos posts, para variar.

4 respostas para Eu bebi duas vodkas ou duas vodki?

  1. Lennon disse:

    Olá! Boa tarde.
    Achei interessante o post, e por mim pode continuar escrevendo a respeito.
    É sempre bom conhecer outras línguas.

  2. Torrie disse:

    Bem, depois de muito procurar sobre declinações, visto que estou num curso de polaco e não percebo patavina, encontro o teu blog com a explicação e com exemplos simples e directos. Era só para agradecer a luz no fundo do túnel, é sempre bom encontrar alguma motivação para continuar a querer aprender esta língua.

  3. felipe disse:

    adorei seu blog…espero que continue nos ajudando com o idioma …dorei todas as explikacões…muitissimo obrigado!

  4. Виктор disse:

    Я ВЫПИЛ ДВЕ ВОДКИ. (по-русский)
    Eu bebi duas Vodkas. (по-португальский)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: