Autores e análises

Vamos a uma análise do estilo de escrita de cada colaborador, e como temos tantos vícios que nossas obras são facilmente reconhecidas.

Pegarei os últimos posts de cada autor para exemplificar:

The Son of Nothing: High Hopes. Caso extremamente fácil e visível. Veja o título do post: Música do Pink Floyd, Division Bell. Estrutura concisa, planejada, coerente, com vários vários sinais ortográficos raros (;), overdoses de fatos, quotes à quadrinhos (Stardust, saudades) e livros (Crônicas Arthurianas do Cornwell), expressões em outras línguas destacadas (C’est la vie), temas psicológicos e conclusões pessimisticamente bonitas.

Nos poemas, as epígrafes, a preocupação com as rimas e a métrica e os temas relacionados a ele.

Murilo Romulo: FARC etc. Título particularmente longo com menções populares (diferentes das culturais-elitistas do Son), comentários levemente ácidos, políticos e foco grande no Brasil, lembrando o Andrei de outras épocas. A música encerrando o post também tornou-se sua marca.

Por escrever com mais apelo popular, é o escritor que normalmente obtém mais sucesso com pageviews, além de comentários estranhos. Talvez o nosso calouro torne-se o mais bem-sucedido.

Andrei Luswarghi: Futebol arcaico – até quando?. Posts leves, felizes e cotidianos, com um rigor ortográfico acima da média, nunca deixando de destacar palavras em outros idiomas ou alteradas, atitude informal e agradável. Costuma desenvolver idéias paralelas na profusão de parênteses, cortes e outros, porém sempre de forma comedida, nunca abusando disso/chegando a escrever um parágrafo entre parênteses.

Conclusões pequenas, diretas e engraçadas. Já teve sua fase de poemas, assim como já teve a fase de escrever. O espaçamento médio entre seus posts costuma superar o intervalo de um a dois meses, o que é especialmente estranho.

Binho Moreira: Uma breve história. É o único que escreve histórias, pelo menos nos últimos meses, com seus longos parágrafos e suas “crônicas” intercaladas com poemas, ambos com toques psicodélicos.

Se algo não faz sentido aqui, provavelmente é meu ou dele. Se for um poema de amor com rimas, é dele. Costuma soltar um insight geral bem escrito com vários comentários, e já teve fases bem ativas (com mais de quatro posts programados).

Alessandro “Jake Dust” Andrioni: Poderia definir simplesmente como “o que sobrou, o que não se encaixou nas definições acima”, mas seria apenas uma válvula de escape. Meu estilo de escrita é ilógico, inconstante e reflexivo, e segundo o Son, com leves toques de nostalgia e esperança.

AARs também já aconteceram, pretendo escrever mais alguns, breves e militares. Talvez uma grande defesa polonesa ou a Saga da República do Piratini.

Alguns posts são longos e feitos com doses grandes de estudo, outros, são textos escritos em outros ambientes trazidos aqui apenas for the sake of completeness, já que tangenciam o foco daqui. Outro fato marcante é o uso abusivo de referências a obras literárias, um gosto adquirido para uso metafórico.

12 respostas para Autores e análises

  1. Nell disse:

    faltou dizer que o murilo é o mais bonito (?)
    tá não, mas sempre que chego aqui eu seleciono os escritores antes de ler… eu tenho uma hierarquia de leitura, primeiro o andrei ou os poemas do fábio, depois se os temas me interessam eu passo pelos outros. e geralmente ignoro os textos do alessandro. há

    hoje eu só passei por aqui pq o msn do andrei disse que ganharia um emo morto, cadê?
    (marketing funcionando, Ó ;D)

  2. Never, not even in the face of Armaggedon.
    Never compromise.

  3. Murilo Romulo disse:

    Peraí, Alessandro. Eu não spammeio, mas tem alguns amigos meus que constantemente leem o blog, então as vezes mando caso haja post marcante e etc (vide das cantadas, que era uma promessa do blog). Isso é bom, que uma pessoa lê, gosta e começa a frequentar. Lembre-se que consegui unir 3 leitores em uma mesa só ^^
    E escrevo de uma forma mais popular por não ter uma mente tão viajada (fuamada?) como alguns =X Além disso, não esbanjo tanto conhecimento como vocês.

  4. “Além disso, não esbanjo tanto conhecimento como vocês.”

    Quê isso…

    Afinal, você é O Cara.

  5. Murilo Romulo disse:

    Cale-se, Alessandro. Não seria agradável ter que dar wipe igual aquela vez.

  6. Murilo Romulo disse:

    Caraio, viajei. Que o comentário foi bem a cara do russo ^^
    ASUHsAUHuhsA

    e SEMPRE ele implica com meus comentários.

  7. Sóóóóóóóóó…

    Bem a cara do russo trissexual mesmo. Isso é perigoso.

  8. Esse post era mais flame do que qualquer outra coisa, sintam-se à vontade para editar suas descrições.

    Murilo, você é O Cara, além de trazer mais PQDs. Não é reclamação, você só precisa acostumar com o espírito Faye.

    Fábio, você escreve umas coisas bizarramente estranhas, mas costumo lê-las e gostar. Só recomendo o corretor ortográfico mesmo, é on-the-fly e fácil para mudar o idioma.

    Slawter, obrigado pelo edit.

    No geral, costumo gostar de todos os posts, exceto dos meus. Ainda não tenho coragem de soltar os hiper-específicos, pelo simples fato de não renderem e não terem leitores (possivelmente nem entre os editores). Devo seguir no estilo QC por mais alguns dias e depois, só o Guia sabe.

    Nell, ligue pro Halph.

  9. Nell disse:

    ele tá vindo me buscar pra ir no parque ;P

  10. […] each author’s style. Some of the data here was originally gathered by Alessandro in his post Atenção, todos os planetas da Federação Solar, but even frequent readers may learn something new from this […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: