O McTerrorismo

25 abril, 2008

Em um e-group do qual participo, começou uma discussão sobre guerra ilimitada e a definição do que é, de fato, terrorismo. Após algumas opiniões distintas, um pouco de desconstrução do meu pedantismo (que não existia há três anos, mas atingiu níveis alarmantes), e algumas constatações, fiquei sabendo pelo Guy – meu atual “tutor” de Estudos Estratégicos – de um fenômeno relativamente novo no campo das ameaças à civilização judaico-cristã-ocidental, algo que, por desconhecimento de termos técnicos, vou chamar de “McTerrorismo”.

Continue lendo »

Anúncios

Isso é sacanagem…

3 agosto, 2007

Eu prometo, esse é meu PENÚLTIMO post sobre o acidente do Airbus em Congonhas. Penúltimo pra eu poder postar depois caso eu precise. Mas, enfim, indo ao que interessa…

Como ladrões roubaram DOCUMENTOS do açougue que (não) daria álibi pro Renan mentir, agora o avião estava perfeito, segundo o Airbus. Não havia falhas, o reverso estava perfeito, tudo certo. Absolutamente normal, a culpa foi do piloto, como sempre.

Fala sério, isso me faz tem horror à Airbus. Eles divulgam dizendo que o avião estava em perfeito estado, mesmo MEIO MUNDO sabendo que o avião já tinha tido defeitos e o reverso não ‘tava legal, não pegou. O piloto pode ter falhado, mas o avião também foi problema. Mas, como estar envolvido no maior acidente da aviação de qualquer país que tenha – em tese – tráfego aéreo que -em tese – preste, a Airbus disse que as caixas-pretas não mostram nenhuma falha, que o avião estava perfeito. E joga a culpa no piloto.

Pel’amor, isso é politicagem DEMAIS pra mim, é sacanagem absoluta. O cara MORREU e continuam sacaneando? Poxa, bom senso, pelo menos. Respeito aos parentes. ADMITAM o erro, amenizem até, se quiserem, mas mentir não melhora muito. Aliás, até piora. A não ser para o povo ignorante, mas eles não vão de TAM, vão de GOL, poxa. Quem liga para isso SABE o que ‘tá acontecendo, VAI SACAR a jogada (eu e meu otimismo…) e vai começar a detestar a Airbus, mesmo, e evitá-la. Se eles admitem, pedem desculpas, pelo menos não fica feio para o público. Maluf disse que ‘rouba mas faz’, e aí está, sendo eleito. Quem sabe não dá certo em outros setores? Se bem que o Lula diz que não sabe de nada e é presidente da República….

 


Os ingleses nos odeiam

3 agosto, 2007

‘Tá, isso é meio emo. Mas emo é o caramba, sou brasileiro, e o Brasil tem a polícia mais brutal do mundo! Bom, pelo menos o Rio, segundo a revista “The Economist”, que disse que, no Rio, a polícia é pelo menos metade do problema, quando se trata do crime e da violência.

Eu particularmente achei o artigo agressivo, mas verdadeiro. “Anos de prostração oficial, ineficiência e corrupção deslavada envenenaram lentamente o cumprimento da lei na cidade“, “líderes populistas, que distribuíram os altos cargos de segurança para amigos” (referente aos candidatos eleitos pelos cariocas) são alguns dos trechos da reportagem. Olha, eu acho verdade. A polícia do Rio é horrenda. A inglesa dá coronhadas e é mais efetiva, nós damos tiros, chumbo MESMO, e estamos perdendo, perdendo MESMO. Aí fica complicado.

Talvez, claro, os ingleses tenham exagerado: eles já tinham feito uma matéria sobre a corrupção no PAN e, agora, essa. Fica pesado, absolutamente ofensivo para um brasileiro. Mas ainda acho que mais ofensivo é ter na presidência do Senado um infeliz daqueles, ter UM SENADO infeliz daqueles, uma Câmara sem vergonha, e ligar para os ingleses que dizem que temos um Congresso deplorável, dizendo que eles são agressivos e sensacionalistas.


No Brasil, não vai dar certo é nunca

18 julho, 2007

O espaço aéreo é algo problemático em vários lugares do mundo, mesmo nos EUA (e, lá, é um BELO de um problema, comparável ao nosso). Mas, aqui, o que temos não é um problema no espaço aéreo. É um problema em TODA a infra-estrutura, em praticamente qualquer setor imaginável.

Ora, que é isso. As estradas brasileiras são o principal meio de transporte, e estão em estado deplorável. Nossas vias férreas – que vias férreas? Nosso transporte fluvial e marítimo… nossos portos são arcaicos, isso sim. E nosso transporte aéreo… Um dos aeroportos mais importantes do país é um trechinho ridículo de pista no MEIO de partes MUITO habitadas de São Paulo.

O que deveria ser isso, uma estrutura de transportes?

Venhamos e convenhamos, o Brasil é um caso perdido, nisso. Como bem dito pelo Luis Santos, nesse post do blog do Cardoso, o problema não é nem a pista. Aliás, a pista deveria ter sido reformada e fizeram só um trabalhinho porco, como também dito pelo Cardoso, o que já é motivo pra desconfiar. O problema é que o aeroporto é algo COMPLETAMENTE incabível.

Quando eu vi sobre o apagão aéreo, imaginei “isso não vai dar certo. Viajar de avião, droga, nem pensar”. É, eu acertei (milagre, isso acontece uma vez a cada 42 anos). Acontece que o Brasil simplesmente não tem, mais, uma infra-estrutura que se adeque à situação brasileira. Somos um país grande, que recebe vôos do exterior, que manda vôos pra todo lugar, e no qual voamos para qualquer coisa que tenhamos que fazer, de reuniões importantes a Congressos e eventos. E, mesmo assim, o espaço aéreo brasileiro é um caos, seu controle não ajuda, e, mesmo em terra, a situação é horrível. O aeroporto mais movimentado do país tem condições no mínimo deploráveis.

Sobre o acidente, mais focadamente, o que fizeram? Lula declarou 3 dias de luto. Políticos em geral… nada. Afinal, eles não estavam no avião, não é? Não são eles que pagam por NADA daquilo, aliás, eles até ganham com as obras. Eles matam muito mais apenas sendo políticos brasileiros.

E, o pior: ninguém vai fazer nada além de vaiar o Lula, uma vez na vida.